Templates by BIGtheme NET

Rancho Folclórico da Golegã

Rancho Folclórico da Golegã

Fundado em Maio de 1971 com o nome de Rancho Folclórico da Casa do Povo da Golegã, viria nos anos 90, por força das circunstâncias (extinção da Casa do Povo), tornar-se numa associação autónoma e estatutariamente passar a chamar-se Rancho Folclórico da Golegã.

Na sua sede social conta com um vasto espólio etno-folclórico, o qual se encontra exposto ao público permanentemente, pertencendo à Freguesia e ao Concelho da Golegã e insere-se na região etnográfica da Lezíria.rancho_foclorico_golega

Com uma trajectória de três décadas, o Rancho Folclórico da Golegã assumiu desde sempre a responsabilidade de dignificar as suas gentes através dos usos e costumes de "antão". Para isso muito se têm empenhado os seus responsáveis e componentes num intenso trabalho de pesquisas e recolhas junto do património etno-folclórico que rodeia as vivências do concelho, nomeadamente no que concerne às músicas, danças, e sobretudo no que se cantava. Como resultado deste valioso trabalho, foi com grande alegria que em 1984 este grupo foi admitido como membro efectivo da Federação do Folclore Português e da qual é filiado. Anos antes, também o INATEL o reconheceu.

Em termos representativos têm sido muitas as suas actuações, a todos os níveis - Festivais Nacionais e Internacionais, Rádio, RTP/RTPi, colóquios, congressos e mostras de cantares.

Com base na região etnográfica onde está inserido (Lezíria), realça-se o seu modo de vestir e a forma de dançar, encontrando-se representados os mais variados trajes que eram usados quando as gentes trabalhavam e os de melhor tecido e confecção, os que usavam em dias de festa. Saliente-se o traje do maioral, do campino, do camponês, da camponesa e até de uma classe mais abastada.

Ao longo da sua história, o Rancho Folclórico da Golegã tem tido a preocupação de nas suas danças e cantares ser fiel ao passado, principalmente às tradições que remontam ao final do século XIX e ao primeiro quartel do século XX.

As danças mais desejadas são as da "roda", "fadinhos", "dois passos", "bailaricos", "verde gaios" e "fandango". Da tocata, constam o acordeão, viola, reco-reco, cana, cântaro e ferrinhos. E na cantata existem vozes de homens e mulheres.

Ler 2784 vezes