Templates by BIGtheme NET
Freguesia

Freguesia (11)

quinta, 20 novembro 2014 00:00

teste

teste

quinta, 24 outubro 2013 10:15

EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA DA GOLEGÃ

 

         

 

                             EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA

 

            António Carlos da Costa Camilo                          Presidente

            Mário Augusto Lopes Moço                                    Tesoureiro

            Carla Maria Velez Calafate Gomes                      Secretária

 

          

 

  

quarta, 02 fevereiro 2011 12:31

ACTIVIDADES DO EXECUTIVO

Semana de 03 a 09 de Janeiro/2011:

- No dia 05 de Janeiro participámos numa reunião preparativa dos Censos 2011, realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Golegã;

- No dia 08 de Janeiro o Executivo da Junta, através do Senhor Tesoureiro, Mário Augusto Lopes Moço, participou no Concerto da Sociedade Filarmónica Goleganense 1.º de Janeiro;

- No dia 08 de Janeiro o Executivo da Junta, através da Senhora Secretária, Nair Henriques da Luz, participou na cerimónia de entrega de prémios, relativos ao ano de 2010, do Clube de Pesca da Golegã.

quarta, 29 outubro 2008 12:41

Mapa Freguesia

Mapa da Freguesia

Imprimir
quarta, 29 outubro 2008 10:58

População

No que diz respeito à população, a freguesia contava em 1991 com 4171 habitantes, e em 2001, com 3893. Analisando percentualmente o universo populacional da freguesia, verifica-se que a faixa etária com maior expressão compreende os habitantes entre os 25 e os 64 anos, com 50.8%, seguida da população com mais de 65 anos, 22.6%. Com 13.8% encontram-se os indivíduos dos 0 aos 14, e com 12.8%, a população entre os 15 e os 24.
quarta, 29 outubro 2008 10:50

heraldica

Simbolos Heráldicos

Ordenação heráldica do brasão e bandeira

Publicada no Diário da República, III Série de 19/01/1999

GLG-golega

Armas - Escudo de prata, faixeta ondada de azul e prata de três tiras, acompanhada em chefe de duas cabeças de cavalo, de sua cor, a da dextra volvida e, em ponta, de uma bilha de vermelho entre duas bilhetas de verde. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco com a legenda a negro, em maiúsculas : “ FREGUESIA DA GOLEGÃ “.

estandarte

Bandeira - De verde, cordões e borlas de prata e verde. Haste e lança de ouro

terça, 16 setembro 2008 00:00

Orgãos

Executivo da Junta de Freguesia de Golegã

executivo

 

EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA

 
Constantino Gaudêncio Lopes  Presidente
Mário Augusto Lopes Moço    Vogal
Nair Cristina dos Santos Gonçalves Henriques da Luz Vogal
 

 

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA

António Carlos da Costa Camilo Presidente da Assembleia
Maria Amélia Pereira Duarte  1ª Secretária
António Manuel Ludovino Nunes Duarte     2º Secretário
Joaquim Grácio Morgado       Membro da Assembleia
Carlos Jorge Azevedo Gonçalves    Membro da Assembleia
Filipa Helena Mendes de Almeida    Membro da Assembleia
João de Deus Gonçalves Gavino Nunes     Membro da Assembleia
Ana Rita Madeira Mota Sampaio Caixinha  Membro da Assembleia
António Manuel Sampaio Caixinha       Membro da Assembleia



EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA

 

Constantino Gaudêncio Lopes                                             Presidente

Mário Augusto Lopes Moço                                                 Vogal

Nair Cristina dos Santos Gonçalves Henriques da Luz        Vogal

 

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA

 

António Carlos da Costa Camilo                                          Presidente da Assembleia

Maria Amélia Pereira Duarte                                                1ª Secretária

António Manuel Ludovino Nunes Duarte                            2º Secretário

Joaquim Grácio Morgado                                                     Membro da Assembleia

Carlos Jorge Azevedo Gonçalves                                         Membro da Assembleia

Filipa Helena Mendes de Almeida                                       Membro da Assembleia

João de Deus Gonçalves Gavino Nunes                               Membro da Assembleia

Ana Rita Madeira Mota Sampaio Caixinha                          Membro da Assembleia

António Manuel Sampaio Caixinha                                      Membro da Assembleia

terça, 16 setembro 2008 07:23

Descrição

Golegã é freguesia sede do concelho homónimo, no distrito de Santarém. Com uma área de 38.3 quilómetros quadrados, faz fronteira com a freguesia de Azinhaga.

Freguesia de rara beleza histórica e patrimonial, nela destacam-se a Igreja Matriz, manuelina, o Museu Relvas, o Museu Martins Correia, assim como as lagoas e a reserva natural do Paul. O grande crescimento da Golegã aconteceu no reinado de D. Manuel I, sendo este monarca quem mandou edificar o magnífico monumento nacional que é a Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Conceição.

Terra de festas e feiras... o cavalo, a gastronomia, a religião ou os carros antigos são apenas algumas das temáticas que os Goleganenses homenageiam anualmente

No mês de Maio pode assistir, na Golegã, à Expoégua, um certame que consiste na exposição, concurso e venda de éguas. É durante este certame que pode assistir também à Romaria de S. Martinho.

Junho é o mês dos carros antigos, os quais são motivo de grande atracção e surpresa durante a realização da já tradicional: "Na Golegã fora de Época Carros sem Cavalo".

Setembro é a altura ideal para se dar largas aos gostos gastronómicos e báquicos na já famosa "Mostra de Gastronomia Ribatejana". Entre as apetitosas refeições pode-se assistir às largadas de toiros naquela que é a Capital do Cavalo em Portugal.

Em Novembro realiza-se a secular Feira de S. Martinho, a qual remonta praticamente aos meados do século XVIII. Nesse período, alguns dos melhores criadores de cavalos situavam-se nos campos da Golegã, e com o apoio dado abertamente pelo Marquês de Pombal dedicaram-se com maior afinco à sua missão, aproveitando a Feira de S. Martinho para apresentar os mais belos e nobres animais.

A proximidade da Escola Prática de Cavalaria e a Guerra de 1939-1945, com a consequente falta de combustíveis, pondo em moda o cavalo de tiro ligeiro, transformou a feira num centro de atracção Turístico. A tal ponto que em 1972 passou a ser designada oficialmente por Feira Nacional do Cavalo, numa alusão clara, por parte das entidades oficiais, à importância do certame na valorização desta espécie pecuária e na sua projecção em todo o país e até no estrangeiro.

Hoje em dia é um dos mais importantes eventos nacionais conhecido mundialmente. Face às novas exigências, a Comissão da Feira passou a apresentar um programa mais vasto, melhorado ano após ano, num esforço de permanente aperfeiçoamento. Foram assim aparecendo uma panóplia de iniciativas, cada vez mais variadas, com concursos de cavalos de sela, concursos completos de equitação, de ensino, de atrelagens, de obstáculos, raids, rallies, picarias à vara larga, jogos e exibições de alunos de escolas de equitação e torneios de horse-ball. A velha Feira de S. Martinho foi crescendo de tal forma que em 1999 passou a ser designada de Feira Internacional do Cavalo Lusitano, sendo assim reconhecido o facto de ter sabido acompanhar a multiplicidade dos interesses manifestados pelo cavalo em cada época, apresentando-o, hoje em dia, nas diversas modalidades praticadas internacionalmente, dando preferência, sempre e sobretudo, ao nosso cavalo Lusitano.